23/01/2019 às 18:52 - Atualizado em 24/01/2019 às 10:49

Fecomércio AP e Governo do Estado iniciam parceria para intensificar política de trabalho e emprego

Dara Oliveira

O Presidente do Sistema Fecomércio Amapá, Eliezir Viterbino, se reuniu na última terça-feira (22), com representantes da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (SETE) e Sistema Nacional de Emprego (SINE/AP). O encontro intermediado pelo vice-governador do Estado do Amapá, Jayme Nunes, tratou assuntos relacionados ao desenvolvimento de propostas tendo em vista beneficiar a população amapaense com a melhoria das políticas públicas para os trabalhadores, bem como a geração de emprego.

Na ocasião, o presidente propôs a criação de um plano de ação em conjunto, contando com o auxílio do Banco de Empregabilidade do Comércio (BEC) e o Censo, além do banco de dados dos trabalhadores. “O BEC e o Censo fazem a identificação de empresas do estado, captando essas informações com base em pesquisa de georreferenciamento e o banco de dados, nós teremos ferramentas para melhorar esse processo e avançar cada vez mais”, pontuou.

De acordo com o presidente, a qualificação profissional é uma ferramenta importantíssima, não somente para o comércio amapaense, mas também para edificação de uma sociedade autossustentável. “Hoje nós temos dois problemas, um deles é a falta de qualificação, do candidato ter uma especificidade.  A outra é a falta de contato entre quem emprega e quem está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho”, acrescentou.

Para o Diretor do Sine/AP, Junior Braga, o encontro entre as partes foi o ponto de partida para que em breve todos juntos possam engrenar no novo projeto que gira em tornar da empregabilidade no Amapá. “A gente precisa que a iniciativa pública e privada caminhem juntas para que possamos avançar nessa questão, e diminuir o nível de desemprego no estado”, disse.

Marcella Chesca, secretária da SETE, ressaltou a importância de resgatar a parceria entre as entidades do comércio, e assim melhorar a política de empregabilidade no estado. “Esse momento é de resgate desse contato.  O papel da Fecomércio é de suma importância pela credibilidade da instituição. O nosso intuito a partir daqui é buscar soluções para melhorar a política de empregabilidade, onde o retorno para empresa é de um profissional de qualidade e sem custo”, contou.

Segundo a responsável pela pasta, o primeiro diálogo entre Fecomércio e representantes da SETE fortaleceu as iniciativas em prol das políticas de empregabilidade, as quais serão desenvolvidas com prazos, responsabilidade e metas. A ideia é que as partes continuem focadas no plano e sigam com a troca de informações e conhecimento, tendo em vista contribuir com a desenvolvimento da população amapaense, seja no campo da empregabilidade ou por meio da qualificação profissional.

 

Por Núcleo Integrado de Comunicação Sistema Fecomércio AP