16/04/2020 às 16:06 - Atualizado em 24/04/2020 às 22:07

BASA lança linha de crédito para empreendedores do Norte do Brasil

Suzana Sampaio

No momento de desafios que a economia do país está passando em função da crise provocada pelo novo coronavírus, empresários e empreendedores buscam forma de manter seus negócios para garantia de renda e sobrevivência. Para atender este público na Região Norte, o Banco da Amazônia (BASA) lança linha de crédito especial do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) com juros de 0,21% ao mês e condições diferenciadas. Trata-se do FNO Emergencial que ainda vai permitir a renegociação de operações de crédito já realizadas com recursos do Fundo. O Amapá será incluso entre os estados para receber a nova linha de crédito.

De acordo com a Resolução do Banco Central 4798, a linha vai promover a recuperação ou a preservação das atividades produtivas dos beneficiários da Região Norte, cujos estados encontram-se em situação de calamidade, decorrente da emergência de saúde pública de importância internacional relacionada ao coronavírus (COVID-19).

O presidente do BASA, Valdecir Tose, explica que a taxa praticada pelo FNO Emergencial está abaixo da inflação, que está em torno de 3% ao ano. “No mercado atual, somente os bancos públicos oferecem uma taxa como essa. O interessado terá como vantagem ainda a carência máxima até 31 de dezembro de 2020, ou seja, vai começar a pagar somente em 2021 e vai poder pegar um financiamento com uma taxa de 0,21% ao mês”, comentou.

O FNO Emergencial vai beneficiar pessoas físicas e jurídicas, incluindo cooperativas que, de acordo com as prioridades estabelecidas nos planos regionais de desenvolvimento, promovam atividades produtivas não rurais, especialmente aquelas vinculadas aos setores de empreendimentos comerciais e de serviços da Região Norte. Tem como finalidades capital de giro isolado e investimentos, inclusive capital de giro associado.

Para quem deseja capital de giro isolado, o limite é de até R$ 100 mil por beneficiário. Para quem quer investimento, inclusive capital de giro associado ao investimento, o limite é de até R$ 200 mil por beneficiário. As garantias são de livre convenção entre o financiado e o financiador. O prazo de contratação é enquanto perdurar o estado de calamidade pública reconhecido por ato do Poder Executivo. Os interessados devem procurar as agências do BASA e falar com o gerente da unidade.

 

Entenda como funciona o FNO Emergencial 

Quem pode: Empresas Comércio, Serviço e Indústria da região Norte, cujo município tenha reconhecimento pelo MDR da calamidade pública ( portaria 743 de 26.03.2020)

Para que: Capital de Giro e Investimento

Valores: 

a) Até R$100 mil para Giro

b) Até R$200 mil para Investimento

Juros:

2,5% ao ano ou 0,21% ao mês

Prazos:

Giro: Até 24 meses.   Carência até dezembro;

Investimento:  Depende do projeto. Carência até dezembro;

Garantias:

Demais: Aval e/ou usuais do crédito

Forma de Acesso:

a)Cliente: via plataforma de crédito no site (a ser disponibilizada até o final da semana)

 

FINANCIAMENTOS FNO: 

Prorrogação de todas as parcelas de 2020 por 1 ano com extensão do prazo final do contrato por igual período (de forma automática)

EMPRÉSTIMOS COMERCIAIS E OUTROS FINANCIAMENTOS:

Prorrogação das parcelas adimplentes a partir de março/2020 por 6 meses e extensão de igual período no prazo final. (no site do Banco:

www.bancoamazonia.com.br)

 

FNO - CAPITAL DE GIRO:

Quem pode: Empresas Comércio, Serviço e Indústria da região Norte

Valores:    A depender da análise do Limite de Crédito

Limitado a R$24 milhões por empresa 

Prazos: 

Giro: Até 36 meses com até 5 meses de carência.

Juros:  TFC – Taxa de Juros dos Fundos Constitucionais

Garantias:

Demais: Aval e/ou usuais do crédito

Forma de Acesso:

a) Cliente: via LC pré aprovado

b) Não Cliente: Inicialmente diretamente nas Agências - Em breve devemos ter acesso via Web

 

Taxa de Juros do FNO - Não Rural:

Menor taxa micro empresas

IPCA+0,11 – 4,92% a.a.

Maior taxa grande empresa

IPCA+2,4 – 6,19% a.a.

SEM IOF

Atividades apoiadas:

Indústria / Agroindústria / Turismo / Serviços / Comércio / Infraestrutura / Cultura

Finalidades:

Implantação / ampliação / reforma / modernização / máquinas, equipamentos e veículos / capital de giro associado a investimento / capital de giro

Classificação do porte da empresa por faturamento:

Mini, Micro e Pequeno ≤ R$ 4,8 MM

Pequeno Médio ≤ R$16 MM

Médio ≤ R$ 90 MM

Grande > R$ 90 MM 

 

 

Fonte: Chico Terra e Banco da Amazônia