28/10/2016 às 13:01 - Atualizado em 28/10/2016 às 13:02

Mais famílias têm condições de pagar suas dívidas

As famílias brasileiras estão com mais condições de quitar seus débitos em atraso, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada hoje pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O percentual de famílias que não terão condições de quitar suas contas em atraso atingiu 5,9% em fevereiro – o menor patamar da série histórica da Peic.

O total de famílias endividadas apresentou recuo em fevereiro, registrando 62,7% em comparação com o mês anterior. Apesar da queda do endividamento, o percentual de famílias com contas em atraso apresentou discreta alta em fevereiro, alcançando 19,7% das famílias ante janeiro de 2014. “Os gastos extras e os reajustes de preços e tarifas que ocorrem em início de ano podem ter influenciado essa alta”, afirmou a economista da CNC Marianne Hanson.

O tempo médio de comprometimento com dívidas entre as famílias endividadas foi de 6,9 meses, sendo que 24,7% estão comprometidas com dívidas até três meses, e 30,3%, por mais de um ano. Ainda entre as famílias endividadas, a parcela média da renda comprometida com dívidas aumentou na comparação anual, passando de 29,0% para 30,9%. Além disso, 22,5% afirmaram ter mais da metade de sua renda mensal comprometida com pagamento de dívidas.

Clique aqui para fazer o download da análise e dos gráficos da Peic

Ascom/CNC